Website mobile-friendly vs App mobile

Website mobile-friendly vs App mobile

Marketing
20 Outubro, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

Se está a planear estabelecer uma presença mobile, que hoje em dia é obrigatório até para (re)afirmar a sua presença no Google, a grande pergunta com que se vai debater é se faz uma aplicação móvel ou um website mobile-friendly.

À primeira vista, verdade seja dita, parecem praticamente o mesmo, mas para perceber qual o mais adequado às suas necessidades tem de pesar uma série de fatores como o público-alvo e o objetivo final.

 

Antes do mais, é importante que perceba a diferença entre ambos. Um website mobile-friendly é semelhante a qualquer outro. No entanto, a característica que o distingue é que é projetado com um design responsivo, preparado para qualquer ecrã e dispositivo, de forma a otimizar a experiência do utilizador, tornando-a mais simples, eficaz e rápida. Como qualquer website, pode exibir imagens, textos, vídeos, etc e podem acrescentar algo mais à experiência com um CTA “click-to-call” e apresentação de dados conforme localização. O website é o primeiro passo no mundo mobile e consegue alcançar um público mais geral.

As apps mobile são aplicações que precisam de ser descarregadas para o dispositivo para se poder tirar partido delas e que não necessitam de acesso através do browser. Por sua vez, a aplicação pode aceder a conteúdos online como um website, ou offline, em que não é necessário acesso à internet. Com objetivos mais concretos como o lançamento de um jogo, as apps são o ideal.

 

Em termos de vantagens, uma vez que o website é mais geral, enquadra-se na maior parte das situações, reunindo um número mais amplo de vantagens:

 

Imediatismo: um website está disponível instantaneamente, para utilizadores através de navegadores através de qualquer dispositivo. As aplicações exigem download.

 

Compatibilidade: um website mobile funciona igual em qualquer dispositivo e podem ser integrados em vários suportes como QRcodes ou SMS. As aplicações, por outro lado, exigem que seja construída uma versão consoante o sistema operativo dos dispositivos.

 

Atualizações: um website é atualizado automaticamente, mesmo que totalmente alterado, bastando que o utilizador acesse ou atualize a página para ter acesso a essas alterações. As aplicações exigem uma atualização completa, que funciona quase como um redownload.

 

Partilhas: o URL de um website pode ser facilmente partilhado, bastando copiar o link e adicioná-lo onde quer que seja desde páginas sociais a conteúdos. A app não pode ser partilhada.


Ciclo de vida: ao ser instalada, a app é realmente utilizada, o utilizador usufrui das suas funcionalidades. Mas, quando deixa de precisar dos seus serviços, o utilizador tende a esquecer e mesmo eliminar a aplicação. O Website não pode ser simplesmente eliminado pelo utilizador.