Vídeo 360º: alguns segredos

Vídeo 360º: alguns segredos

Online Video
13 Agosto, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

O setor de vídeo online está em constante movimento mas isso não significa que os marketeers precisam de adotar toda e qualquer tendência. No entanto, o vídeo 360º é daquelas em que devem apostar.

 

Em março, o YouTube lançou os vídeos 360º e já se considera que é uma das próximas produções revolucionárias, embora ainda haja muito que aprender sobre ele.

 

1. O vídeo 360º também é bom para storytelling

Ele é excelente para storytelling, na verdade!

Ao contrário dos vídeos tradicionais e do cinema, o vídeo 360º permite ao espetador controlar o que vê, controlando os ângulos da câmara. Por esse motivo, poderá aproveitar para dar ao seu público um olhar totalmente interativo e mais completo.

 

2. O vídeo 360º implica um novo fluxo de trabalho

A sua equipa vai precisar de sofrer algumas alterações como, por exemplo, no que concerne à edição de vídeo.

Sim, há determinadas câmaras que permitem a filmagem deste novo conteúdo, mas a edição de vídeo é complexa.

Do brainstorming ao storyboard, lembre-se que não é só uma sequência de imagens, é uma imagem em 360º.

O upload também é diferente do tradicional, obrigando a uma linguagem mais complexa.

 

3. Players

A popularidade do vídeo 360º está em crescimento e muito graças a gigantes como o YouTube, que permite assistir em smartphones, tablets e computadores.

Para não ficar muito atrás, o Facebook também já está a concentrar esforços para em breve suportar esta nova produção de vídeos nos feeds de notícias.

Os players VLC e Windows Media também já suportam a reprodução em 360º.

 

4. O tempo é agora

Com o YouTube e o Facebook a investirem no vídeo 360º, não tarda até que qualquer pessoa possa publicar e assistir a conteúdos assim.

As próprias câmaras também não devem tardar até ficarem a um preço acessível, ao alcance do público.

 

Seja ponderado e lembre-se que precisa de câmaras especiais para este tipo de vídeo.