SEO no E-commerce

SEO no E-commerce

eTrends
26 Novembro, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

O SEO (search engine optimization) deve adaptar-se às diversas estratégias das marcas, para que os conteúdos sejam encontrados. Neste caso, o e-commerce também faz parte dessas estratégias.

Há vários passos que se podem tomar para melhorar o SEO da loja online. Deixamos aqui 8 dos passos mais básicos a tomar.

 

1. Preparação para Mobile é indispensável

Sabe-se que o Google valoriza imenso os websites otimizados para mobile, ou seja, ao se pesquisar algo no Google mobile, sites com experiência mobile desenvolvida vão ter prioridade, o que torna as propriedades mobile-friendly ainda mais importantes, visto que cada vez mais há pesquisas em dispositivos móveis.

 

2. Tenha conteúdo exclusivo

Copiar conteúdos é das piores coisas para o SEO, mesmo que seja a descrição dos produtos.

Basta ver da perspetiva do motor de busca: se ele já reconhecer certas palavras ou expressões noutro website, por que razão o seu website terá prioridade?

 

3. Escolha as palavras-chave únicas

No caso de um website de e-commerce, que tem obrigatoriamente várias páginas, deve-se escolher uma palavra ou expressão-chave que será atribuída apenas a essa página.

Certifique-se que esses termos-chave estão incluídos nos metadados, junto à descrição.

 

4. Relacione conteúdos

Relacionar os seus conteúdos entre si pode originar mais conversões e compras.

Esta relação implica incluir links para produtos relacionados - tanto que possam ser utilizados em conjunto como produtos semelhantes ou na mesma onda, com que o visitante se possa identificar.

 

5. Otimize as pesquisas no website

Não significa apenas melhorar a barra de pesquisa, mas organizar o website.

A simplicidade é a chave.

Evite várias categorias e subcategorias para simplificar, facilitando a indexação no motor de busca.

 

6. Tenha uma página de contacto

Ter uma página de contactos é essencial! Muitos websites indicam poucos contactos, têm uma lista pequena de FAQs, não têm formulário de contacto, etc e o público precisa de poder pedir ajuda!

Os formulários vão permitir, para além de facilitar a comunicação, que reúna mais dados sobre o público.

Uma página de contactos reduz, normalmente, a taxa de desistência da página, que é mais um dos fatores que o Google considera.

 

7. Facilite as partilhas

As pessoas falam sobre si com amigos nas redes sociais, principalmente no que se refere a pedir opinião antes da compra. Criar uns links fáceis de partilhar, vai fazer com que se sintam tentados a partilhar o link nas suas conversas, em vez de apenas texto.

A existência de links como estes também vai ajudar no SEO.

 

8. Carregamento rápido

Websites lentos, normalmente, têm uma maior taxa de desistência: o visitante não gosta de esperar.

Uma boa velocidade de carregamento corresponde normalmente a três segundos.