Quais os riscos de colocar os vídeos no YouTube

Quais os riscos de colocar os vídeos no YouTube

Online Video
06 Abril, 2016 -
Tempo de leitura : 4 min

O YouTube como opção de alojamento e distribuição dos vídeos da sua empresa nem sempre é o caminho mais adequado. Existem várias boas razões para não escolher o YouTube como única opção, apesar de ser um site confiável e gratuito. Os produtores de audiovisuais e marcas devem perceber como e quando utilizar o YouTube nas suas estratégias de vídeos online e também quando se torna necessário optar por uma plataforma profissional. Assim, deixamos-lhe aqui os principais riscos que a sua empresa pode correr ao usar o YouTube para o alojamento de vídeos.

Perder rentabilização e potenciais clientes

Os hábitos contam muito na internet, e a maioria dos utilizadores não tem o hábito de usar o YouTube para visualizar conteúdos tão específicos como empreendedorismo, desporto ou educação, por exemplo. A maior parte das pessoas utiliza o YouTube para assistir a vídeos de música, vídeos humorísticos, vídeos de animais, entre outros.

Ter uma boa estratégia de posicionamento do seu site para torná-lo uma referência num determinado tipo de conteúdo é o caminho ideal para ganhar audiência qualificada e lucrar com os vídeos online. Quanto mais conseguir fortalecer a sua marca e tornar-se referência na web, maior o potencial de rentabilização dos seus vídeos.

Dica 1: Utilize o YouTube para publicar vídeos teaser e atrair visitantes para o conteúdo publicado no seu site via plataforma profissional. Esta é a melhor opção para gerar mais audiência e obter um elevado lucro com os seus vídeos.

Não mede os resultados dos vídeos

O YouTube fornece aos seus utilizadores um número muito limitado de informações sobre o desempenho dos vídeos, como por exemplo uma estimativa dos minutos assistidos e as fontes do tráfego. As plataformas com fins profissionais conseguem fornecer informações mais úteis como o número exato de minutos assistidos, a percentagem de pessoas que assistiram até ao fim, se viram novamente e os locais específicos onde o vídeo foi visto. Estas informações são fundamentais no seu plano de negócios e na sua estratégia de marketing de conteúdo.

Beneficiar os outros

Tal como todos os serviços gratuitos, o YouTube vive de anúncios. Se o seu vídeo for uma ferramenta promocional, os utilizadores irão assistir a outros anúncios. O YouTube pode ser uma boa opção para um vídeo que pretende que se torne viral e que seja compartilhado por todo mundo. Mas para ter mais controlo e garantir que o seu conteúdo não irá gerar visualizações para outras empresas, uma solução profissional é a escolha mais acertada.

Dica 2: Com os vídeos no seu site é mais fácil entender melhor a sua audiência e criar estratégias de relacionamento. Uma solução profissional pode ajudar nesta estratégia, permitindo a criação de campanhas para a recolha de emails.

Perder força da marca

No YouTube aparecem os “vídeos recomendados”, sobre os quais não tem controlo, ou seja, um vídeo sobre o seu produto pode incluir no final um link para o vídeo do concorrente. É interessante construir um canal de relacionamento próximo ao seu público e, por isso, para que os seus vídeos agreguem valor à sua mensagem é preciso uma ferramenta que permita integrar a sua estratégia de comunicação à forma como eles serão distribuídos.

Dica 3: Uma boa solução para fortalecer a sua marca é criar um media center atraente e configurar o player com as cores da sua empresa.

“Deixá-lo na mão”

Lembra-se quando o Gmail, o Twitter ou o Facebook mudaram de layout e não gostou? Pois é, não há nada que possa fazer, quando os serviços são gratuitos. Quando adere a um serviço pago nota toda a diferença na forma como é tratado. As plataformas profissionais valorizam o seu feedback e as suas necessidades e estão sempre prontas para o atender.

Percebeu quais são os riscos de carregar os vídeos da sua empresa numa plataforma gratuita como o YouTube? Compartilhe connosco as suas dúvidas.