Quais as métricas de vídeo que mais importam?

Quais as métricas de vídeo que mais importam?

Online Video
05 Junho, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

As métricas de engagement mostram como o público reage a vídeos online, mas as métricas da marca mostram dados como consciência, perceção e interesse.

O vídeo online é uma das principais áreas de foco para os comerciantes em 2015 e há necessidade de os anunciantes da marca justificarem orçamentos e conseguirem ter esses dados.
Em plataformas como o YouTube as estatísticas de engagement fornecem números básicos: pontos de vista, número de fãs (“thumbs up”), tempo assistido, ações que podem ajudar na programação de estratégias, bem como o conteúdo dos anúncios de vídeo. No entanto, a eficácia de uma campanha de marketing precisa de perceber o seu impacto no público. As três palavras-chave são precisamente perceção, consciência e interesse do público.

Existem, então, análises mais profundas que podem ajudar e nós indicamos 3 formas de as perceber melhor.

1. Priorize as métricas que mais importam
Antes de começar a medir tudo e a perder tempo com métricas desnecessárias, concentre-se nas que lhe dão dados mais importantes. Todas as campanhas são medidas de forma diferente e por isso o seu caminho para o sucesso não será sempre o mesmo. Uma campanha direcionada para apresentar o público é diferente de uma campanha para fomentar interesse pela marca ou mais visualizações.
As diferentes prioridades são consoante as diferentes práticas criativas.

2. Melhore a sua segmentação
As métricas da marca também ajudam a garantir que o público abrangido é o mais adequado à sua marca.
Isso é ótimo para marcas que começam com um público extenso. As plataformas de vídeo online (OVP) permitem direcionar os vídeos, o que facilita a perceção do desempenho e usa essa informação para refinar a segmentação e investir onde é mais eficaz.

3. Teste o seu criativo
As métricas da marca oferecem grandes oportunidades para testar e corrigir o que não funciona antes de prejudicar os seus investimentos. Ter acesso a este tipo de informações quase instantaneamente permite às marcas melhorarem as campanhas.