Os pontos básicos do Live Streaming

Os pontos básicos do Live Streaming

Live Streaming
28 Julho, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

Os espetadores esperam que o vídeo online se comporte como os conteúdos de TV, mas que sejam de qualidade superior, ou seja, o espetador pretende que esses conteúdos tenham a mesma ou melhor qualidade que os tradicionais, mas possam ser vistos a qualquer hora e em qualquer dispositivo.

Por outro lado, também o live streaming está a influenciar a forma como os media tradicionais e digitais podem ser utilizadas para se complementarem. Não é à toa que os eventos ao vivo tem um engagement 10 vezes maior que os vídeos on demand.

São apenas 4 passos para atrair o público com 10 vezes mais facilidade.

 

1. Captura

A escolha da câmara depende de si e da sua estratégia. A verdade é que, hoje em dia, tanto poderá utilizar uma grande câmara de vídeo ou uma webcam. As câmaras de smartphones, webcams, tablets ou pequenas câmaras digitais já filmam com qualidade suficiente para uma boa transmissão. Tudo depende do tipo de vídeo que pretende: para um live chat a câmara não precisa de ser das melhores, ao contrário da transmissão de uma conferência, por exemplo.

Para além da câmara o local, a iluminação e o áudio são também muito importantes e devem-se jogar com a câmara.

Deve fazer um teste ao equipamento no local.

 

2. Codificação

Como se trata de uma transmissão ao vivo na internet, a ligação do computador à internet é obrigatória para que exista a transmissão do evento.

É a internet que permite que o sinal que sai do encoder seja recebido pelos servidores que, por sua vez, o vídeo seja transmitido.

A ligação à internet é extremamente importante, visto que o evento está a acontecer em tempo real e se, por acaso, a ligação cai, a cena terá passado quando voltar e o espetador terá perdido essa cena.

Por esse motivo é aconselhável que a internet seja por cabo.

Para substituir o computador, existem hoje encoders com ligação direta à internet, como a Monarch Matrox HD (com ligação ethernet) e a Teradek Vidiu (que permite ligação 3G, 4G, wifi ou ethernet).

 

3. Broadcasting

Para que a transmissão se complete é necessário que o sinal, já codificado, seja distribuído pelos servidores. A plataforma que fará a distribuição de conteúdos é dos pontos mais importantes de toda a transmissão.

Deve escolher uma plataforma sólida, com propriedades variadas, que disponibilize estatísticas.

 

4. Destino

Agora, basta preparar o local por onde pretende transmitir o evento: o seu website, uma página criada para o efeito, ou até nas redes sociais (sim, há plataformas que permitem uma transmissão eficaz em páginas sociais).

Através de ícones de partilha é possível potenciar o alcance da transmissão. Lembre-se do poder das redes sociais no que toca ao sucesso dos seus conteúdos.

 

Não se esqueça de testar a transmissão e de começar a promover o evento previamente. As redes sociais são uma arma com potencial para a promoção de eventos.