O uso dos dispositivos móveis para vídeos online

O uso dos dispositivos móveis para vídeos online

Online Video
22 Junho, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

O vídeo online já é mais que uma tendência no que se refere ao mundo online. Estes últimos anos, os internautas têm consumido mais vídeos do que nunca e os seus interesses passaram a ser nos media online e não tradicionais.

Sites como o YouTube começam a acumular o consumo diário de horas de vídeo e os consumidores estão a começar a encontrar o que querem ver em cada vez mais plataformas de VoD, ao invés de o fazerem em plataformas tradicionais como a televisão.

O papel do vídeo torna-se, assim, incontestável. Mas e o futuro?

Tudo será móvel.

 

É verdade: o mobile tornou-se o elemento da moda e a questão fundamental que não podemos descorar. São inúmeros os estudos que comprovam a importância do mobile e apresentam-no como dispositivos preferidos de acesso a conteúdos online, especialmente no que toca ao vídeo.

 

A publicidade torna-se cada vez mais mobile. Uma vez que os consumidores estão cada vez mais móveis, os marketers estão concentrados neste conteúdo e as marcas comerciais estão a concentrar-se neles como chave para atingir os consumidores. Desta forma, a melhor estratégia recai sobre usar o melhor conteúdo para comunicar uma mensagem em mobile: o vídeo. Na verdade, os conteúdos de vídeo estão cada vez mais a ser vistos em dispositivos móveis.

 

Este crescimento do vídeo tem um motivo especial: não é só graças a grandes nomes internacionais, mas também a pequenos negócios emergentes que avaliam o vídeo como uma excelente ferramenta para o sucesso.

E o mobile é mais prático para assistir vídeo. Desde que otimizado, o cliente pode em qualquer momento assistir à sua mensagem, converter-se à sua marca, ficar seu fã.

 

A realidade virtual é um mistério mas o potencial dos dispositivos móveis é grande e cada vez tem mais tendência a crescer: é prático, simples e despreocupado. E o vídeo continua a crescer, incluindo o número de visualizações mobile.