O que é Inbound Marketing?

O que é Inbound Marketing?

Marketing
04 Maio, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

O Inbound Marketing é uma estratégia recente que transforma as técnicas de marketing já existentes em estratégias mais direcionadas para o público-alvo, ou seja, é qualquer tática de marketing que, ao invés de “empurrar” os produtos ou serviços para os clientes, se baseia em ganhar o interesse deles.
A partilha e criação de um conteúdo de qualidade direcionado para um público-alvo é o grande objetivo do Inbound Marketing que custa cerca de 62% menos e tem 275% mais de retorno sobre o investimento (ROI). Este tipo de conteúdo é facilmente encontrado na internet, (não fosse o SEO um dos quatro grandes elementos do Inbound Marketing) e conduz os consumidores diretamente para o website da marca.
Vídeos, webinars, blog posts, redes sociais, ebooks, newsletters são alguns dos meios utilizados nesta nova vertente do marketing que promove melhores resultados com um investimento menor.

O Inbound Marketing foca-se essencialmente em 4 elementos:
- SEO: este é o elemento que lhe permite ser encontrado pelos seus leitores e a sua marca precisa de tráfego.
E-mail: as compras são fechadas por e-mail que é a base de comunicação de qualquer negócio, fornecendo um terreno fértil para o crescimento.
- Blogs: são os responsáveis por fazer um leitor regressar após a primeira visita. É um dos principais responsáveis pela confiança dos clientes.
- Redes Sociais: permitem que a mensagem chegue a toda a gente, mesmo a quem ainda não o conhece. Se for valiosa e poderosa será facilmente memorada.

O Inbound Marketing pode ser aplicado em qualquer uma das fases do processo de compra e tem ferramentas específicas para cada uma:
Atração: o visitante ainda não conhece, mas foi atraído pelo seu conteúdo, por ser indicado para si. Os blogs, SEO, redes sociais e as próprias páginas web são ferramentas que se podem utilizar para atrair o público-alvo.

Conversão: Depois de atraído, é preciso que este visitante se transforme em lead através de formulários, call–to–action ou landing pages. Conseguindo pelo menos o seu e-mail terá um contacto mais direto e personalizado com o futuro cliente. Esta ação deverá ser compensada, por exemplo, com um e-book ou um vale de desconto.

Compra: Conseguiu atrair e converter um potencial cliente. Agora está na hora de o transformar em consumidor. As ferramentas que o podem ajudar são o e-mail (e-mails com conteúdo útil e relevante pode construir a confiança e ajudá-los a tomar a decisão de comprar) e o CRM (Costumer Relation Management: conhecer os detalhes dos contatos, empresas e promoções, permite ter as atitudes certar no momento certo).

Promoção: um dos factos com mais influência no consumidor é a opinião de outro consumidor. Deverá, então, não só manter este cliente como transformá-lo também em fã da marca, fazendo-o partilhar as suas novidades.
Estudos de mercado e um controlo das redes sociais dos clientes nas redes sociais são ferramentas cruciais para esta fase.