O Instagram e o S-commerce

O Instagram e o S-commerce

06 Outubro, 2015 -
Tempo de leitura : 1 min

O Instagram tem agora 400 milhões de utilizadores mensais. E não só continua a crescer como há estudos que demonstram um engagement sete vezes superior ao do Twitter e Facebook.

Acompanhando as tendências, o Instagram foi das mais recentes redes sociais a também disponibilizar os call-to-action “Compre Agora” e “Instale Agora”, contribuindo para o aumento do S-commerce (o e-commerce nas redes sociais).
Com ferramentas de apelo à ação, o Instagram deixou de ser apenas uma plataforma de marketing para passar a ser também um canal de e-commerce dos bons, e não só. E não só reduz toda a jornada até se efetuar a compra, como também permite ver estatísticas facilmente.

Por norma, antes destes CTAs, pesquisávamos por um produto ou víamo-lo na página da marca e acedíamos ao website para efetuar a compra. No entanto, agora estes “buy buttons” não são um simples ponto desta viagem, mas a chave para mais conversões.
O desafio para as marcas prende-se agora por começar a aprender o perfil dos clientes e segmentá-los.
Para quem ainda não está por dentro do mobile marketing ou do social marketing, o Instagram é claramente um bom ponto de partida pela sua simplicidade.

Assim como o Pinterest, o Instagram pode ser uma boa forma de começar a receber receitas móveis.

A verdade é que aplicações como o Instagram aumentam a intimidade e proximidade entre as marcas e o público, aumentando consequentemente o engagement, o que é importante até porque nas redes sociais e essencialmente entre a geração dos millenials, as recomendações de amigos e influencers têm um grande valor e mais credibilidade que os conteúdos publicados pela própria marca.

Como uma das primeiras plataformas totalmente móveis, o Instagram transpira o futuro do marketing social e mobile por todo o lado.