Marketing no Natal de 2015

Marketing no Natal de 2015

Marketing
25 Novembro, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

O Natal está mesmo a chegar, ou seja, aquela que é a maior época comercial do ano está mesmo ao virar da esquina e como é normal, os consumidores vão em breve ver um grupo de promoções, ofertas de produtos, vendas flash e ideias de presentes de última hora.

Mas, para além destas promoções e ofertas, é importante investir no marketing.

 

Deixamos, então, algumas das novas tendências que podem ajudar no marketing digital este natal.

 

1. Mensagens em tempo real

Os marketers nesta altura do ano estão sempre sobre pressão para conseguirem que as suas mensagens promocionais sejam visualizadas pelo público. No entanto, as ofertas estão muitas vezes desalinhadas com as verdadeiras necessidades do consumidor e a última coisa que o cliente quer é ser bombardeado com mensagens desnecessárias. Pelo contrário, ele espera que as marcas o ajudem.

Saiba o que os seus clientes precisam analisando as histórias e intenções. Com base nessas histórias, pode enviar as mensagens em tempo real para que seja mais fácil de encontrar melhores presentes.

 

2. Geo-localização

A geo-localização é uma maneira de entregar mensagens de forma personalizada aos consumidores, enquanto estão a comprar.

Também pode usar a conta do utilizador e os dados das redes sociais para se conectar às experiências digitais do utilizador no interior da loja.

 

3. Personalização em tempo real

Mais uma vez, o acesso aos dados recolhidos pela marca sobre os consumidores, são importantes e o Natal é a altura ideal para aplicar esses conhecimentos.

Durante esta altura, a personalização em tempo real é ainda mais importante: tudo conta para conseguir destacar-se da concorrência. Certifique-se que os aconselha com base no histórico de pesquisas de forma a tomar as melhores decisões.

 

4. Mobile Marketing

No ano passado, as vendas mobile corresponderam a quase 23% do e-commerce natalício, de acordo com a IBM.

Através dos dispositivos móveis, os consumidores podem ligar-se à marca em qualquer lugar: 58% dos consumidores pesquisam informações na loja através do smartphone em vez de falarem com o funcionário.

Para além do mais, as pesquisas mobile também servem para comprar produtos/serviços e fazer a compra, o que pode prejudicar de a experiência não for otimizada. No entanto, as marcas têm de lembrar-se que assim como é fácil ter acesso a elas, a concorrência pode estar bem ao lado.

 

5. Social Media

Apesar de ser possível comprar nas redes sociais, é possível que ainda não haja muitos consumidores a fazê-lo. No entanto, ainda falam, pesquisam e envolvem-se com as marcas e com produtos que chamam a sua atenção.

Para as marcas, estas referências são importantes para receberem dados para orientarem oportunidades de mensagens e promoções. Vá seguindo o feedback do seu público.

 

Escute os seus consumidores, preste atenção às tendências e posicione-se como primeira escolha.