Integrar o conteúdo de vídeo nos vários canais de marketing

Integrar o conteúdo de vídeo nos vários canais de marketing

Online Video
28 Março, 2016 -
Tempo de leitura : 3 min

A adaptabilidade do vídeo online nos canais de marketing digital é outra das suas qualidades. Lembre-se que, o vídeo é um meio, não um canal de marketing. Assim, pode funcionar dentro dos canais em que já teve sucesso, ou elevar canais que podem ter dificuldades em produzir ROI. Analisemos a adaptabilidade do vídeo através dos seguintes canais:

Motores de Pesquisa (consciência):

O vídeo é uma necessidade para a saúde e descoberta do seu site. Em 2018, o vídeo será responsável ​​por 79% de todo o tráfego de pesquisa. O vídeo pode ser otimizado de forma semelhante a outras formas de conteúdo, através da construção de páginas de vídeo com alvos-chave. Além disso, especialistas em otimização devem incluir sitemaps de vídeo e uma transcrição ou link para um ficheiro de captura na página HTML.

Páginas e Blogues do Site (sensibilização / envolvimento / conversão):

O vídeo pode e deve ser integrado em páginas de sites e blogs. Integre plenamente vídeo através do seu site, tendo em conta que a informação é consumida e processada de maneira diferente. Alguns vão preferir digitalizar listas de recursos com marcadores, enquanto outros vão querer que os guie através do novo conjunto de recursos do seu produto. Não mantenha vídeo exclusivamente numa biblioteca, integre os vídeos com outras peças de conteúdo, como uma parte do blog, um artigo de suporte relevante, ou uma landing page.

E-Mails e Newsletters (envolvimento / conversão / retenção / defesa):

Em 2013, acrescentar a palavra "vídeo" à linha de assunto de um e-mail aumentou as taxas de click em 13%. Com ainda mais utilizadores a verificar as suas contas de email nos dispositivos móveis, é justo supor que este número aumentou.

Redes Sociais (sensibilização / envolvimento / conversão / retenção / defesa):

As utilizações das redes sociais são múltiplas, movendo a conversa de potencial, para conversão, para cliente, para fidelização. Atualmente, 32% de todos os uploads nas redes sociais são vídeo. Tenha em conta que as redes sociais são fragmentadas, com diferentes públicos e expectativas.

Relações Públicas (consciência):

Os jornalistas recebem uma quantidade impressionante de comunicados de imprensa. Uma comunicação clara é um dos super poderes das marcas. Desenvolva uma mensagem curta através da criação de um comunicado de imprensa de vídeo, fácil de digerir. O seu press release receberá mais atenção por parte dos jornalistas e irá influenciar os consumidores quando procuram por conselhos e orientação. Este vídeo pode ser incorporado em blogs e sites de vendas, preservando a sua mensagem e garantindo que é passada para o seu cliente alvo.

Mobile Marketing (envolvimento / conversão):

Os marketers sabem que o vídeo é fundamental para uma estratégia no mobile porque os telemóveis são o dispositivo número um para streaming ou download de vídeos online. Conhecer as rotinas diárias das suas audiências é importante, e saber quando se pode pedir a sua atenção é primordial. Analise como as pessoas encontram os seus vídeos e leia comentários para perceber o que encontraram de útil.

Então, o que é o video marketing e por que chegou o seu momento?  O video marketing utiliza vídeo para consciencializar, envolver, converter, reter e promover junto dos seus segmentos de público mais atraentes, usando os canais de marketing que já conhece.