E-commerce: O que um cliente espera de si?

E-commerce: O que um cliente espera de si?

Marketing
14 Agosto, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

Os seus clientes esperam que esteja preparado para os receber: querem uma experiência de compra mais facilitada e personalizada e, claro, que corresponda às suas expectativas.

 

Deixamos-lhe, então, algumas dicas para que consiga satisfazer as necessidades dos clientes e criar uma relação de confiança.

 

1. Fácil compreensão

Para os clientes, ter informações básicas sobre a empresa deve ser o suficiente. Como entrar em contacto com a empresa, o que ela vende, como e o que pode comprar, como pode resolver problemas, como utilizar certo produto, são informações básicas que devem ter fácil acesso e ser de fácil acesso, para que não canse os leitores.

A barra de pesquisa é ideal para facilitar a procura deste tipo de informações.

Esteja atento aos assuntos mais procurados e escreva sobre eles nas newsletters. E não se esqueça que este tipo de informações, em qualquer que seja o suporte em que são transmitidas, deverão estar disponíveis para consulta em mobile.

 

2. Marketing com valor

É prioritário oferecer ao cliente algo com valor suficiente para o cliente perder tempo a olhar.

Eles esperam retorno do tempo que investem em si e no website: escrever o nome deles no e-mail não é suficiente. Os clientes esperam que os vendedores sejam ativos e tenham uma presença assídua e ativa mesmo sem ter acesso direto na venda e que estejam atentos a possíveis contactos com o cliente.

 

3. Respostas prontas

Se o cliente tem uma questão, a marca deve estar preparadíssima para responder. Os clientes esperam que esteja pronto para responder a qualquer dúvida que possa surgir sobre algum produto ou a marca propriamente dita.

Os responsáveis deverão ter formações para conhecer os produtos e a capacidade de manter manter os clientes sempre satisfeitos. O serviço ao cliente tem sido chamado de “novo marketing”, mantendo os clientes sob controlo e graças à capacidade de transformar clientes insatisfeitos em clientes felizes e leais.

 

4. Conhecer os clientes

Os clientes sabem que os seus dados são recolhidos, tratados e estudados e, por isso, é desagradável quando, por algum motivo, precisam de se identificar e repetir os seus dados.

Por este motivo, os dados devem estar automatizados e ao alcance de cada colaborador, para que não tenham de preencher formulários sempre que entram numa nova área ou falam com um novo departamento.

Esta falha poderá passar a imagem de falta de organização e demonstra falta de consideração.

 

5. Preparados para vender

É muito simples: se o cliente está pronto para comprar, tem de estar pronto para vender! Assim, o processo de venda deverá ser o mais simples, fluído e otimizado possível.

Atrasar a conclusão de acordos, a necessidade de aprovação ou confirmação, a assinatura de contratos e processos que facilmente são otimizados, não facilitam em nada a venda e podem provocar o abandono do carrinho.

 

Não se esqueça que a compra é apenas o início da relação e o cliente não deverá sentir-se abandonado. Vá cultivando a relação e incentivando-o a fazer mais compras.