Conteúdo visual: ideias originais

Conteúdo visual: ideias originais

eTrends
18 Agosto, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

Há poucas coisas mais aborrecidas que um texto enorme. Somos seres visuais, que se concentram mais numa imagem -que é nitidamente mais agradável- que num pedaço de texto.

Não é à toa que a percentagem de marketeers visuais planeia aumentar o uso a recursos visuais na sua estratégia de marketing de conteúdo.

Estes conteúdos não vão apenas melhorar a qualidade das suas páginas, como torná-las mais eficazes.

Deixamos-lhe aqui algumas formas de integrar conteúdos visuais da estratégia de conteúdo, nos vários canais de comunicação.

 

1. Vídeo: conteúdo rei

Quando se pensa em conteúdos visuais, fala-se necessariamente do vídeo. Na verdade, este tipo de conteúdo tem estatísticas surpreendentes: no Facebook tem crescido anualmente, sendo usado por marcas e pessoas 4 vezes mais do que no ano anterior.

O vídeo é um tipo de conteúdo que funciona em várias estratégias como e-mail marketing e social marketing e serve vários propósitos: apresentações de empresas e produtos, explicações, etc.

 

2. Fotos e imagens de qualidade

Quando carregamos para assistir a um vídeo ou ler um artigo, a primeira coisa que reparamos é na imagem de apresentação (no caso do vídeo, o thumbnail).

Se não incorporar grandes conteúdos visuais num post de um blog ou num website, certifique-se que pelo menos tem uma imagem de apresentação bem atraente. Assim, também assegura que ao partilhar-se o seu conteúdo nas redes sociais, é esta imagem que vai aparecer (para o Facebook apresentar corretamente a sua imagem ela tem de ter, no mínimo, 600x315px).

Certifique-se que as suas imagens são atraentes, relevantes e de alta qualidade.

 

3. Infografias

As infografias são um bom condutor de tráfego e conteúdo altamente partilhável.

Outra facilidade das infografias é que não precisam de ser criadas por quem as partilha. Na verdade, bastam ser infografias com qualidade, conteúdo qualificado e relevante, que facilmente podem (e devem) ser partilhadas. Não se esqueça de, neste caso, citar a fonte.

 

4. GIFs animados

Os GIFs animados podem ser uma ferramenta atraente e, em muitos dos casos, bem útil.

O melhor de tudo é que os GIFs podem servir vários propósitos: desde um simples banner online, um meme, uma reprodução de dados ou a apresentação de um produto e podem ser integrados na maior parte das redes sociais e são excelentes conteúdos para integrar em landing pages.

 

O conteúdo visual tem provado o seu poder: uma imagem num post do Twitter provoca 150% mais de partilhas, no Facebook ajuda a que haja mais de 87% de interações e 86% dos consumidores que entram em contacto com quantidades visuais mostram um maior nível de interesse.