Comprar nas redes sociais: o s-commerce e o Facebook

Comprar nas redes sociais: o s-commerce e o Facebook

Social Media
27 Julho, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

Parece que há boas notícias para o e-commerce e para os marketeers sociais! Segundo o BuzzFeed, o Facebook está neste momento a testar uma funcionalidade que aos utilizadores vai permitir comprar itens diretamente das páginas das marcas no Facebook. Por outro lado, vai permitir aos marketeers transformar as suas páginas do Facebook em montras, fora do website e permitindo a apresentação de fotos num processo semelhante ao que já existe para visualização de fotografias. Os marketeers poderão ainda escolher se a compra é feita na rede social ou se o cliente é redirecionado para o website.

 

Tal como outras funcionalidades, este recurso está inicialmente a ser testado apenas por um grupo restrito de utilizadores e empresas de e-commerce. Esta nova funcionalidade do Facebook vem juntar-se às restantes, numa rede social que cada vez mais se tem mostrado empenhada em expandir a experiência dos utilizadores ao e-commerce, oferecendo mais ferramentas para gestão de negócios e publicidade que qualquer outra rede social.

 

Claro que todo o mundo online espera alguma coisa do e-commerce e desde o ano passado que grandes plataformas sociais investem nesta área, facilitando a vida de marketeers e comerciantes.

 

Ao mesmo tempo que o Facebook começou a testar as compras dentro da plataforma, o Twitter testava o “buy botton”, que também já não era novidade e outras redes sociais começam também a dar passos neste mundo: foi no início deste ano que o Pinterest inaugurou os “buyable pins” que permitem comprar diretamente da rede social e, segundo o Mashable, o Google também já está a testar um botão de compra para apresentar ao mostrar resultados.

 

Surge, assim, um novo conceito: o s-commerce que, pelos vistos, ainda antes de ser reconhecido já apresenta resultados bem notórios. Estima-se que, no final deste ano, o e-commerce tenha crescido mais de 17%, graças às redes sociais, segundo a consultora Juniper Research em “Mobile and Online Purchases: Cards, Carrier Billing and Third Party Payment Platforms 2015-2020”. E, pelos vistos, o WiFi gratuito e os botões de compra nas redes sociais são os grandes responsáveis.

O estudo indica também que as redes sociais atuarem como plataformas de venda direta vai motivar um aumento das vendas no comércio eletrónico.

 

O estudo ainda lembra que, antes de aderirem a estas modas, os comerciantes e marketeers deverão aprender a tirar partido das funcionalidades e estratégias já existes.