Como ter mais influência social

Como ter mais influência social

Social Media
12 Março, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

Sabe aqueles truques simples que há para tudo e mais alguma coisa, que fazem toda a diferença mas que ninguém pensa neles? Pois bem, as redes sociais são um tema exigente que precisa de muita flexibilidade e de muitos dessas dicas! Na verdade, quanto mais, melhor, visto que cada vez mais são um meio (mais curto) de ligação entre a marca e o seu público.

Resumindo, nem sempre é fácil conseguir o melhor destes pequenos grandes mundos e pequenos grandes ajudantes e por isso o MOVE revela algumas dessas dicas para se aproximar da melhor forma do seu público.

 

1. Seja relacionável

Sim, não seja apenas um robot que se limita a fazer publicações standard sobre notícias ou produtos da marca.

As redes sociais são ótimas para esses highlights, mas o público precisa de mais substância: entre num campo mais pessoal, mostre uma cara por trás da marca.

E não se esqueça de nunca eliminar comentários negativos, pelo contrário, o ideal é responder a esses comentários cordialmente.

 

A Pizza Hut decidiu entrar em conversas com um seguidor do Twitter e o resultado foi um fantástico exemplo de personificação da marca. Aliás, ao entrar na página da Pizza Hut e selecionando "Tweets & replies" consegue perceber-se o empenho da marca nesta área.

A personalização de conteúdos vai ser uma das tendências para o próximo ano, sabia? Fica a dica.



2. Perseguição social (saudável)

Apesar de não ser necessário entrar em contacto com todos os seguidores/fãs da marca, é importante que vá estando atento aos mais influentes e mais assíduos que merecem alguma atenção extra. Que tal brindá-los com uma novidade fresquinha ou contactá-los para serem influenciadores da sua marca?

 

3. Conteúdo original

A imagem de um novo produto já não surpreende, as notícias sobre o seu novo projecto são interessantes, mas já passam despercebidas. O público quer algo mais, quer conhecer o que está por trás de tudo isso. Crie conteúdos de raíz em novos formatos, vá mostrando o dia-a-dia da sua empresa… pense fora da caixa e surpreenda-os!

 

Já conhece esta animação da Photoworld sobre o Instagram? Foi um estudo totalmente feito por eles e já foi partilhada por milhares de blogs e páginas!



4. Seja um conhecedor, não um colecionador.

Sim, as redes sociais são bastante vantajosas e sim, grande parte do seu público poderá até ter páginas pessoais em grande parte delas, mas não é por isso que deve estar presente em todas elas! Pelo contrário, isso será um gasto de tempo e de dinheiro.

Ao invés de criar perfis em cada plataforma que surge ou vai ficando mais famosa, compete-lhe descobrir quais as que mais o aproximarão do seu público-alvo e focar-se apenas nessas, investindo a sério na sua gestão, o LinkedIn, por exemplo, é mais indicado para negócios B2B, apesar das marcas também terem uma plataforma no Facebook.

 

Deve também lembrar-se que nem sempre o que fica bem, por exemplo, no Facebook vai ficar bem no Twitter.

Escolha bem as suas redes. A segmentação também é das maiores tendências de marketing para 2015.