Como Atualizar a sua estratégia de E-Commerce?

Como Atualizar a sua estratégia de E-Commerce?

Marketing
16 Fevereiro, 2015 -
Tempo de leitura : 3 min

Há algumas ferramentas básicas que podem fazer uma diferença bem significativa no seu negócio eletrónico, tanto no Facebook como no seu próprio website.

O MOVE dá-lhe algumas dicas que o podem ajudar.

 

1. Resultados de pesquisa avançados

Quando fazemos uma pesquisa no Google e escrevemos uma palavra-chave aparecem várias opções de pesquisa com essa palavra. E que tal fazer o mesmo no seu website?

Para além das sugestões, apresente logo produtos com aquela palavra-chave e o link direto para a sua página de apresentação. É mais dinâmico e poupa tempo ao consumidor.

 

2. Validação de campos automática

Depois de submetermos um formulário, muitas vezes somos obrigados a alterar campos. O ideal é, no caso de apresentar um formulário, corrigir automaticamente após o preenchimento do campo e não apenas quando o utilizador submeter o formulário. Desta forma, ele não será obrigado a rever todo o formulário de novo e poupará tempo. Introduza campos que facilmente sejam identificados como inseridos incorretamente.

 

3. Análise e Controlo

É importante ir acompanhando as estatísticas. O Facebook disponibiliza-lhe algumas, mas o ideal é ter uma plataforma de gestão de redes sociais que permita controlar os resultados mais pormenorizadamente, ajudando-o a melhorar as suas campanhas e publicações.

 

4. Carrinhos de compras animados

Muitos sites de e-commerce remetem o cliente logo para o check-out após a introdução de um artigo… evite fazê-lo! Dê-lhe mais sugestões, permita-lhe ver o item dentro do carrinho (como confirmação da seleção do produto) e apresente-lhe como escolha o check-out ou a continuação da visita pela loja.

 

5. Inventário atualizado automaticamente

O facto de escolhermos um produto e só depois descobrirmos que não está disponível, pode deixar-nos sem vontade de procurar mais, por isso, mantenha o inventário em modo público, permitindo que o futuro cliente possa ver os tamanhos e cores disponível, e até quantas peças há em stock ou quando voltará a ficar disponível.

 

6. E-commerce no Facebook

A força do Facebook é inquestionável e a presença de uma marca nesta rede social é obrigatória, de tal forma que o Facebook está a disponibilizar uma série de novas ferramentas. Lançado em Agosto de 2014, o buy botton permite que o consumidor, ao deparar-se com uma publicação da marca ou na página da mesma, possa fazer a compra automaticamente, sem necessitar de aceder ao website.

O “Compre com amigos” é uma nova opção que o Facebook está a estudar e permite atribuir descontos aos consumidores aquando da partilha do produto em murais de amigos.

Para os marketers, esta rede social também foi desenvolvendo várias aplicações, como o Atlas, que facilita a integração de anúncios no Facebook. 

 

7. Facilidade e segurança

Mantenha no Facebook o mesmo método de pagamento do website e a mesma segurança. Há vários softwares de pagamento, como o PayPal, basta saber escolher. Faça o seu cliente sentir-se seguro.

 

8. Demo de produtos

Mais uma vez, deparamo-nos com a importância do vídeo online: apresente de uma forma dinâmica uma explicação ou amostra do funcionamento do produto/serviço na página.

 

Mantenha o cliente informado sobre o que pretende comprar.