As redes sociais em 2015: tendências e números

As redes sociais em 2015: tendências e números

16 Julho, 2015 -
Tempo de leitura : 2 min

A empresa de estudo das estatísticas das redes sociais Simply Measured organizou o estudo “2015 State of Social Marketing Report” que demonstra a atividade e as estratégias de social marketing das 100 empresas mais importantes do mundo nas redes sociais.

Marcas como a Apple, Samsung, Disney, Coca-cola e Google, que formam parte desta lista de marcas influentes, têm conta ativa no mínimo em cinco redes sociais, como o Twitter e o YouTube sendo unânime em todas elas, segundo o que o relatório revela.

Os resultados conseguidos por estas marcas são úteis para que as empresas que pretendam manter a estratégia das marcas mais reconhecidas a nível mundial.

 

1. YouTube e o vídeo marketing

100% das marcas analisadas utilizam esta plataforma de vídeo para o lançamento das campanhas de marketing.

A estratégia de vídeo marketing tem chegado a outras plataformas como o Facebook e o Twitter, também. E o motivo está relacionado com o facto do vídeo representar cada vez mais um conteúdo prioritário e essencial para os utilizadores.

 

2. O Facebook é a plataforma mais utilizada

A maior rede social de sempre continua a liderar no mundo online, com 1400 milhões de utilizadores ativos e cada vez mais sendo um dos principais canais de comunicação.

 

3. Twitter quase unânime

O Twitter é uma rede social de microblogging e as marcas que pretendem fazer-se notar podem apostar nesta rede social por ser um local de comunicação com público mais pessoal e direto.

São cerca de 98% as marcas que, segundo o relatório da Simply Measured, têm presença no Twitter.

 

4. Instagram abrindo portas ao Social Mobile Marketing

A adoção do Instagram por parte das marcas situa-se nos 85%, o que significa a absorção da importância do mobile por parte das marcas.

 

5. Social Media, social marketing, social ads

Antes de 2013 as redes sociais já tinham ao nosso dispor serviços de conteúdos patrocinados para as marcas e outras redes sociais já tinham esses serviços previamente.

Esta tendência deverá continuar visto que oferece aos anunciantes a possibilidade de criar campanhas coerentes.

 

 

O YouTube, Instagram, Facebook e Twitter são as redes que reúnem a preferência das grandes marcas e as que apresentam um maior número de inscritos.

As marcas optam, assim, por uma estratégia focada na difusão da mensagem em canais sociais variados, mediante a audiência que pretendem alcançar.

Claro que, um dos pontos mais importantes é perceber em que redes se concentra o seu público-alvo.