Alojamento de Vídeo por Conta Própria

Alojamento de Vídeo por Conta Própria

Online Video
27 Novembro, 2014 -
Tempo de leitura : 2 min

O alojamento de vídeo levanta algumas questões devido à grande quantidade de prós e contras encontrados em cada uma das soluções que se podem ponderar.

Apesar de ter algumas vantagens, o alojamento por contra própria apresenta também inúmeras desvantagens que muitas vezes são desconhecidas ou, simplesmente, ignoradas. Assim, de seguida apresentamos alguns dos motivos por que não deve alojar vídeos por conta própria sem que tenha alguém especializado para o fazer.

1. Lentidão ou quebra do sistema

Um vídeo em HD facilmente ultrapassa os 500mb, o que se transformaria num problema para o seu servidor quando dezenas de pessoas tentassem assistir ao seu video simultaneamente ou se simplesmente estivesse a ser feita, no momento da reprodução, uma outra atividade que exija muito tráfego de internet, levando à demora de carregamento e reprodução, pausas inesperadas ou até falhas no sistema.

 

2. Conversão do vídeo

O seu público tem diversas opções para visualizar o vídeo, e cada uma delas com diferentes resoluções: seja em HD para um desktop ou para um pequeno ecrã de smartphone com uma largura de banda mais baixa.

Para além destas conversões, lembre-se que não há um formato específico para todos os navegadores, ou seja, se quiser garantir a reprodução nos vários browsers da web, que adotaram formatos diferentes, terá de converter o seu vídeo para os diversos formatos, cada um com diversos megabytes, perdendo tempo desnecessariamente.

 

3. Limites de tamanho

Os provedores de alojamento muitas vezes limitam o tamanho do arquivo a aproximadamente 10 vezes menos do que o necessário, ou seja, um vídeo que exceda um determinado tempo ou com um pouco mais de resolução não dará para fazer upload.

 

4. Players de vídeo

O player difere consoante a plataforma, o formato ou o tamanho do audiovisual, o que significa que a cada conversão do seu vídeo terá de criar um diferente player, pois é a função dele detetar o dispositivo do qual vem o pedido de reprodução e adaptar-se tanto à velocidade de conexão como ao tamanho do ecrã.

E então, que tal entregar os seus conteúdos a um profissional?


tags: